03/10/2014

Desnomenclatura de uma carta

Postado por Donna


1. Nomenclatura
Palavra que se refere, num sentido amplo, a um vocabulário próprio de uma determinada área de saber, segundo regras e métodologias.
Simplificando: é uma forma de referir-se ao ato de nomear alguma coisa utilizando-se regras.

  Estava a pesquisar no querido Google sobre como começar/ escrever uma carta e o resultado foi deprimente, metódico, sem cor e sem sentimento. Há inumeros tipos de cartas: recomendação, social, de amor... ( mais tipo ?! ) E em tudo que pesquisei estava no MESMO formato chato: Introdução, blablablá e conclusão, quase uma dissertação, porém pessoal.

 Decidi criar este post, com minha visão de como deve ser uma carta, e a minha " Desnomenclatura ".

 Serão 4 passos, então vamos lá ? Siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim

 - Quebra Gelo : O começo da carta, é como o bom e velho " Bom Dia " na manhã de segunda -feira. Geralmente ele determinar o rumo de suas palavras ( não é uma regra ). Chamo de quebra gelo, pois sempre haverá a PRIMEIRA temida Carta,  e logo os pensamentos surgem : " O que escreverei ? Não tenho assunto, nem conheço a pessoa... ". 
Sempre começo minhas cartas com citação, letra de música que está na minha cachola ou algo que ouvi em conversas paralelas. Essa pequena ou grande frase antes de qualquer outra palavra deixa a carta mais aconchegante.

  Ex.: " Te vejo sonhando e isso me dá medo ... eu estava aqui o tempo todo só voce não viu... " [ Já ouvi essa song tipo um zilhão de vezes ]

 - Nomeando e datando a Felicidade : { W - h - a - t  Donna ? }... acho muito chato essa regra de ter de escrever : " Mauá, 03 de outubro de 2014 ", como se fosse algo imposto. Ok, sem preconceitos com quem segue essa fórmula ( se assim posso dizer ), mas cartas são para aproximar as pessoas, levar aquele gostinho de sentar no sofá a tarde e assistir Vale a Pena Ver de Novo ( Sauuuuuuuuuudades dessa época! ). Então porque não nomear seu cantinho da Felicidade? Em minhas cartas sempre coloco " Casa Azul ", é o local que MAIS AMO em todo mundo, Meu Lar/ meu quarto. Voce pode dar nome ao cômodo que mais sente-se relaxada(o), cenário de um livro/ filme ou o que lhe agradar.

   Ex.:                                                                                   Casa Azul
        03.10.14

 - Compartilhando seu dia : Antes de existir e-mail, sms, whats e tudo essas coisas que sem querer querendo afastam as pessoas e tornam Tudo mais cinza { Sim sou uma guria a moda antiga! }, as cartas serviam para compartilhar, conectar mães de filhos que foram para outra cidade, esposas que tinham seus maridos no exército, amigos de infância que o tempo distanciou. Creio que com o virar do calendário, isso se perdeu, e as pessoas tornaram-se egoístas, querendo só falar de si, ou deixaram a preguiça tomar conta e foram colocando palavras a conta gota no papel.
 Nada mais gostoso do que ler uma carta onde o remente conta sobre seu dia, semana... essas singelezas tem um poder que muitos desconhecem

- Navegando por outros mares : Adoro receber cartas com perguntas, me sinto num Talk Show hahahahaha. Entre uma frase e outra de sua narrativa sobre seu dia, pode ir acrescentando Pitadas de Questionamento, e assim gerando " trico " para a próxima carta. 

Bem meus queridos, espero ter ajudo e esse foi o primeiro post de uma série. No próximo falarei sobre Criar uma marca para suas cartas. Até a próxima, fiquem com Deus.

con amore, Donna  

Em 03/10/2014

3 comentários:

  1. Que delicado isso, Donna. Não sabia que você trocava cartas. Fiquei muito curiosa para ver uma carta sua, deve ser como uma poesia. Adorei a forma com que você chama sua casa.. A nossa (minha e do meu noivo), claro, se chama Dobro da Metade. rs :)

    Eu respondi uma tag no meu blog e te indiquei. Estou muito curiosa para ver suas respostas. :)

    http://www.dobrodametade.com.br

    ResponderExcluir
  2. Magnífico! Quando eu li 'casa azul' me senti em um filme e não era o da Amélie, era o meu próprio filme. Que coisa mais legal, que sentimento inexplicável do novo.
    Bem, em partes eu gosto de evidenciar datas e locais pelo sentido de documentar um momento, tenho mente pequena para datas e acho que isso me ajuda a não me confundir ou ter que responder duas vezes a mesma carta sem querer. Agora você me colocou num meio termo que terei que repensar: optar por um modelo inovador de carta (inovação da antiguidade) ou optar pelo tradicional pois se não a cultura se perde hehehe.

    ResponderExcluir

Hey everybody 🍍

Super agradecida pelo comentário que acabou de escrever, as perguntas,
desabafos, desamores ou o que for será respondido aqui no blog...
a menos que seja o Seu Silvio Santos, aí é vip rs

con amore, Donna

maybe yellow • todos os direitos reservados © 2016 • powered by Blogger • Desenvolvimento por